Contactos

Rua Arcediago Van-Zeller, 50 4050-621 Porto

Tel:+351 22 606 27 16

[email protected]


Há 1100 anos, em Cluny, com a doação de Guilherme o Piedoso, Duque de Aquitânia, foi fundado um mosteiro colocado sob a direcção do abade Bernon.

ler mais

O projeto “Viagens com Alma no Douro – A Via para os novos mundos”, (cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Norte – Valorização e Animação do Património Cultural) é a etapa seguinte do trabalho já em curso pelo Secretariado Diocesano de Liturgia do Porto - Departamento de Bens Culturais da Igreja (SDLP/DBCI) de inventariar, dinamizar e tornar mais visível e acessível o património religioso, no âmbito geográfico da Diocese do Porto. Chega agora o momento de abrir este património à criação artística contemporânea, cruzando o valor material daquele com o desafio imaterial colocado por esta.

Porque acreditamos no capital humano do território, e porque o queremos ainda mais presente no capital patrimonial que o Norte tem, apostamos na abertura de uma convocatória dirigida a todos os jovens de todo o país que criam ou desejam criar novas obras audiovisuais. Convocamos todos e cada um dos alunos do ensino secundário, profissional e universitário, bem como os jovens profissionais das áreas do cinema, fotografia, vídeo, propostos individualmente ou em equipa, formada por quantos queiram trabalhar em conjunto. De todos, serão escolhidos 3 projetos de vídeo e 3 projetos de fotografia, ambos com perfil documental e com foco na seleção de elementos patrimoniais que se situam no território de intervenção do projeto: a diocese do Porto. Os 6 projetos selecionados serão expostos numa mostra final que será inscrita na agenda cultural da região. O prémio para cada projeto selecionado tem a forma de um investimento de 2.000€ por cada projeto vídeo e investimento de 1.000€ por cada projeto de fotografia.

 

ler mais

Há 1100 anos, em Cluny, com a doação de Guilherme o Piedoso, Duque de Aquitânia, foi fundado um mosteiro colocado sob a direcção do abade Bernon.

Então, o monaquismo ocidental, que florescera, séculos antes, com e após São Bento, tinha decaído muito. Várias foram as causas: condições políticas e sociais instáveis, pelas contínuas invasões e devastações de povos não integrados no tecido europeu, a pobreza difundida e, sobretudo, a dependência das abadias dos senhores locais, que controlavam tudo o que fizesse parte dos territórios de sua jurisdição. Foi, neste contexto, que surgiu, em 910, o grande ideal de Cluny que representou a alma de uma renovação profunda da vida monástica, segundo a inspiração originária de S. Bento. Restabeleceu-se a observância da Regra de São Bento, com algumas adaptações já introduzidas por outros reformadores.

Sobretudo, deu-se à Liturgia o papel central que deve ocupar na vida cristã.

ler mais

No próximo dia 1 de Dezembro, o Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja, realizará a acção de formação "Critérios e Práticas de Conservação Preventiva", a ter lugar no Seminário de Vilar.

 

https://www.bensculturais.com/snbci-noticias/785-patrimonio-artistico-da-igreja

ler mais

O Departamento dos Bens Culturais tem a honra de o/a convidar a assistir ao seminário: "Ativar a Memória: Tradição e Permanência", no encerramento do projeto Viagens com Alma - A Via para os Novos Mundos, a realizar no próximo dia 30, no Seminário de Vilar, pelas 15h00.

ler mais

© Comissão Diocesana de Infraestruturas e Bens Culturais